Minhas conquistas de 2017

Finalmente chegamos em Dezembro. O mês mais mágico do ano. Aquele em que revemos todos os familiares, entramos de férias e é o último.

Parei em frente ao calendário de posts, idéias e anotações e essa foi a primeira que tive. Compartilhar com meus leitores queridos todas as minhas metas lá de Janeiro desse ano, uma página que tinha feito no Bullet Journal com 4 delas. Fui analisar e vi que tinha cumprido todas, bom, quase todas.

Sou uma pessoa que faz muitos planos e se organiza para cada um deles acontecer. E quando parei para começar a escrever este post, eu vi que minhas metas eram pequenos sonhos para um caminho feliz(meio brega, eu sei). Vi que não precisamos de muito para ser feliz. Foi imensa a gratidão quando descobri que tinha realizado 3 e chegado muito perto de realizar a 4(que até final do ano eu consigo, espero!).

Sempre fui de planejar 10 metas por anos(nos anos passados eu fazia umas 20) e quase não conseguia completar quase nenhuma, afinal era tantas que era uma loucura fazer todas aconteceram. E o que eu aprendi com o ano de 2017? Que por mais impossível que forem, nunca desista delas. Outra coisa, não faça muitos planos e metas, faça o essencial, o que está ao seu alcance. Nada fora da sua realidade(não estou te incentivando a desistir das suas metas, só não pegue pesado se não tem futuro. Quem sabe mais pra frente?).

A primeira meta que anotei no meu BuJo, foi chegar a 300 seguidores no blog e eu estou com quase isso. Tenho 299(acabei de ver *-*) e isso é muito gratificante. Vi em algum lugar por aí, que as empresas começam a investir em seus blogs a partir dos 300 seguidores, e chegar a esse número é uma meta desde 2016 e finalmente falta muito pouco, muito mesmo.

Outra meta que eu achei que não iria chegar tão cedo, era um 1K de seguidores no Instagram(comentei isso com a Cami) e eu consegui quase no finalzinho de Novembro. Hoje estou com 1.090. Eu sei que existem pessoas com muito mais que eu e devem estar dizendo ‘o que é 1K?’. E mesmo assim eu não ligo e adoro meu público e amigos que eu tenho por lá.

Passar de ano na escola em pleno primeiro colegial do ensino médio é muito difícil, confesso. Meu maior medo era ver todos meus colegas indo para o segundo e eu permanecendo no primeiro, vendo toda a matéria chata novamente. Mas não, tirei notas vermelhas apenas no primeiro bimestre, porque foi um xoque e confesso que não me esforcei o suficiente. Mas agora é só alegria e festas. Estou indo para o segundo colegial com muito orgulho e olho para minhas vermelhas no boletim e não vejo como um fracasso e sim um aprendizado.

A última era me organizar com o Bullet Journal, até o último dia do ano. E sim, eu consegui e não vivo mais sem o meu! Criei até uma categoria para ele aqui.

É tão bom ver que todo nosso trabalho está indo para frente e valendo a pena, que eu só tenho a agradecer! 

Até mais pessoal!

Anúncios

november in bullet journal

Olá pessoal!!

Como prometido, hoje trago mais um texto falando um pouco sobre meu mês no BuJo. Que virou mais um hobby, sentar, planejar e decorar ele todo.

O Bullet Journal tem sido tão útil, e um anti stress tão importante na minha vida que agora não vivo sem. Tanto em planejar meu mês ou simplesmente montar meus spreads semanais. Assim como descobri que fazer milhões e milhões de coleções, um monte de páginas, não funciona em nada, ao contrário. Só piora.

Neste mês, por ele ser curto e um pouco corrido(é o mês em que alguns de nós se despedimos da escola, e só damos um Hello em Fevereiro, é curto), resolvi fazer algo que eu realmente preciso para me organizar e nada de coleções e todas aquelas outras coisas. Não fiz nem um habit tracker. Fiz apenas o básico.

Para a primeira página de Novembro, fiz um calendário bem pequeno e prático, apenas para anotar O QUE EU IREI FAZER NAQUELE DIA DO MÊS. Como os posts do blog, o dia em que tenho prova, entrega de trabalho, lavar o canil dos cães e fazer mercado. Coisas assim. Na outra página fiz um Goals, que são minhas metas e um To Do, que são as datas importantes que preciso lembrar. Nas metas escrevi o que eu preciso para aquele mês. Por exemplo: Não tirar notas vermelhas e estudar, postar no blog e fotos no Instagram, levar os cães para passear, comer direito e me hidratar. No To Do, escrevi datas de provas, almoços etc.

A inspiração para montar meu mês eu achei no Instagram de uma colega gringa. Lucie do IG @journalsanctuary. Ela faz uma página mais linda que a outra e lógico que eu fui me inspirar por lá, rs. A inspiração é essa AQUI, caso queiram dar um passada.

E neste outra página eu fiz apenas uma de notas para escrever o necessário e anotações(óbvio né, rs). Eu adoro fazer página de notas, é sempre útil e a minha fica sempre cheia. Gosto até de deixar uma boa parte para poder caber bastante coisa.

Vamos falar da decoração do meu mês. Como sempre e de rotina, utilizei fotos do We Heart It meio primavera, já que é a estação que estamos, e muitas flores. Outra coisa que estou adorando usar em meu Bullet Journal, é saco de pão. Ele deixa com uma pegada mais gringa e veio vintage. Utilizei também, pedaços de reportagens de revistas velhas e fala sério, ficou linda né?

E aí, gostaram? Deixem aqui nos comentários o que acharam do meu BuJo!

Até mais pessoal! 🙂