Férias na Califórnia: o que fazer?

Ah, a Califórnia… Sou suspeitíssima para falar sobre esse estado porque foi lá que eu tive aquela sensação de “estar em casa”, sabem? Cresci apaixonada pela Disney, já fui cinco vezes para Orlando e achava que lá era o meu lugar no mundo. Minha mãe vivia me dizendo que eu ia mudar de ideia quando conhecesse outras regiões dos Estados Unidos. Mãe nunca erra, né? Fui com ela para a Califórnia em 2015 e, desde então, tudo mudou. Tanto que eu separei algumas paradas obrigatórias para quem vai passar as férias lá (me leva na mala, vai?).

Ir a um parque de diversão

Ir a um parque de diversão

Eu sou a louca do parque temático, então não tinha como começar esta lista de outra forma. A Califórnia não deve em nada nesse quesito, já que reúne dois parques da Disney (já falei sobre eles aqui, lembram?), um parque da Universal, um parque do Sea World, um parque do Six Flags com 18 montanhas-russas (sério) e o Knott’s Berry Farm, que também tem atrações radicais. AMEI todos que conheci.

Fazer parte de Hollywood

Hollywood

Todo mundo tem aquela vontadinha (mesmo que pequena) de saber como é estar em Hollywood. Não dá para conhecer a Califórnia e não parar em Los Angeles para conhecer o famoso letreiro de Hollywood, visitar a calçada da fama, o teatro chinês, o teatro onde acontece a entrega do Oscar e as casas dos famosos. Para ser sincera, lá não é tudo isso (foi um pouco decepcionante até), mas tem que ir.

Andar de bondinho em San Francisco

Bondinho San Francisco

Quem cresceu vendo os filmes da Sessão da Tarde com certeza já quis andar nos famosos bondinhos de San Francisco. É um ritual para subir e descer as ladeiras, se encantar com as casas coloridinhas e passear. Ah, lá tem a maior Forever 21 que eu já vi na vida (ocupa um prédio inteiro). Eu fiz ótimas comprinhas! ☺

Se apaixonar por San Diego

Crystal Pier at Pacific Beach and Mission Bay, San Diego, California.

Tá, mais uma vez sou suspeita, porque foi justamente em San Diego que eu tive a sensação de estar em casa, mas vá até lá e duvido que não concorde comigo. A cidade é linda, banhada por água em todos os lados. É tudo tão azul que chega a brilhar. As praias são maravilhosas, o zoológico de lá é incrível (cuidam direitinho dos animais, podem acreditar), o Sea World é mara e foi o primeiro a cancelar os shows com animais. Juro, é tudo incrivelmente perfeito! Não deixe de conhecer.

Andar nas estradas mais lindas que você vai ver na vida

USA, California, Big Sur Pacific Coastline, Bixby Bridge and Highway 1

Uma das melhores formas de conhecer a Califórnia é fazer uma road trip. Nós fizemos o famoso trajeto da U.S. 1 (também chamada de Pacific Way), que acompanha toda a costa do estado e passa pela famosa região do Big Sur. Sério, são as paisagens mais lindas que você vai ver na vida, com uma mistura de mar, céu, montanha e verde que vai te deixar de queixo caído. Quer uma prova? Rodamos por 12 horas seguidas e queríamos mais quando chegamos.

A Califórnia ainda tem o museu fofo-fofo do Snoopy, o famoso píer de Santa Monica, a vibe descolada de Venice e o parque Yosemite. Fora que está do lado de Las Vegas, então você escolhe como quer fazer sua viagem. Tem coisa melhor?

Um beijo e até o próximo post!

Camilla(widget)

Anúncios

AMORZICES: 3 BLOGS PARA SE APAIXONAR

Mês passado eu também participei do AMORZICES, um projeto criado por 3 blogueiras que admiro muito e a intenção é espalhar mais amor na blogosfera. Tem até uma categoria por aqui, viu? Além de compartilhar coisas fofas, inspiradoras e cheias de amor nesse projeto, hoje vamos indicar outros cantinhos queridos da internet que nos inspira e enche nosso coração de amor. Assim como eu espero levar um pouco disso tudo para cada um que lê os textos feitos e postados por mim, aqui no blog.

Resolvi compartilhar 3 blogs que estou sempre visitando, me inspirando e levando um pouco de amor para todo lugar que eu vou. Ler blogs é muito gostoso. Eu consigo passar horas e horas sentado em frente ao computador, ou no celular mesmo, lendo e lendo o que outros blogueiros compartilharam em seus cantinhos.

SERENDIPITY

Não tinha como fazer essa lista e não adicionar meu blog favorito. O Serendipity é o blog de uma das criadoras do projeto AMORZICES. Sempre fui apaixonado pelo blog da Mel por simplesmente ter muito a ver comigo. Ela adora organização, bullet journal, itens de papelaria e livros muito fofinhos. Ela me inspira e sempre que vejo um post novo no blog dela, meu coração enche de felicidade e eu corro para ler aonde eu estiver. O Serendipity se eu não me engano, tem mais que nove anos e só fui conhecer em 2015, por conta de um post sobre primeiros episódios de séries que na época eu estava querendo assistir. Eu super recomendo o cantinho dela e se eu fosse vocês não perderia tempo para acessa-los agora!

WISHWISHWISH

Outro blog que eu já acompanho a muito tempo, é o WishWishWish. Criado há 10 anos pela britânica Carrie. O blog dela, além de muito lindo e inspirador, é um dos mais famosos na Inglaterra. Lendo seus textos, vendo as imagens eu consigo me imaginar dentro do cenário belíssima da cidade de Londres e encher meu coração de amor. Ela é uma fofa e trás um conteúdo lindo, vocês precisam conhecer o blog dela, AGORA!

O MUNDO DE JESS

Conheci o blog da Jess quando vi uma foto dela no explorar no Instagram, e foi amor a primeira vista. Entrei no perfil dela e comecei a babar nas fotos dela. Se as fotos eram pra lá de extraordinárias, imagina o conteúdo no blog? Hoje, O Mundo de Jess é o meu terceiro blog mais acessado no mundo. Eu adoro tudo que ele escreve, a edição em suas fotos e eu fico apaixonado quando vejo um post novo por lá. Eu recomendo muito e tenho certeza que vão amar tanto quanto eu.

MAIS BLOGS CHEIOS DE AMOR

Eu ia escolher apenas 3, mas não consegui. Vou adicionar mais 2 na minha lista e fora de tópicos. Vamos começar pelo Desancorando, o blog também de uma das criadoras do AMORZICES. Conheci o blog da Maki no comecinho do ano passado quando estava no Pinterest buscando por materiais que todo mundo usa em seu Bullet Journal e acabei caindo em um post no Desancorando sobre os materias que ela usava para fazer o dela. Depois foi só amor e mais amor. O outro blog que queria compartilhar é o Atraves da Linha criado e escrito pela Bruna, outra louca apaixonada por organização, papelaria e faz uns freebies lindos tatalmente gratuitos para imprimir.

Gostaram da indicações? Me contem aqui nos comentários seus blogs favoritos! 

Até mais pessoal!

você pode fazer parte dessa blogagem coletiva com a gente. o amorzices é um projeto mensal, publicado todo dia 15, criado pelo trio amorzinho Sernaiotto Serendipity Desancorando e que terá um tema de base: amor. a partir daí, a gente vai falar sobre um monte de coisas. o tema de janeiro é ‘blogs para acompanhar em 2018’. então, faz um post no seu blog e deixa o link nos comentários pra gente ver também, tá bom?

Tudo o que eu levo na minha raychel backpack

Desde quando eu comecei a sair por aí com uma mochila nas costas eu senti a necessidade de compartilhar com vocês tudo que eu carrego dentro dela. Nós garotos, pode parecer que não, mas precisamos de algum lugarzinho um pouco mais espaçoso que o bolso para levar as tralhas. Não é sempre que eu carrego uma mochila pra lá e pra cá, mas em certas tardes, certas manhãs, vamos passar um pouco mais de tempo no local, o celular não aguenta a bateria e precisamos do carregador, temos que olhar o planner para ver os compromissos ou de um fone de ouvido. Tudo isso não cabe dentro de um bolso.

Prefiro não usar mochilas normais por serem maior e pesadas. Procuro sempre uma estilo saco, e a minha é a Raychel backpack da Kipling, que é vendida somente nos Estados Unidos, mas você pode substituir fácil pela Fundamental, que é a mesma coisa e só muda os bolsos de fora. Já enrolei muito para mostrar tudo e agora vamos para o que eu levo na minha mochila.

thumbnail_1515516628523

iPad: 

Eu levo meu iPad pelo simples fato dele ser mais prático e mais leve que o MacBook. Antes de sair de casa e caso eu precise de algum documento ou texto para terminar de escrever ou mandar, eu procuro passar do computador de mesa ou do Mac para o iPad.

Bullet Journal / Planner:

Agora já virou hábito para todo lugar que eu for, levar meu Bujo/Planner. É simples e é nele que está meus compromissos e afazeres.

Estojo: 

Este meu estojo também é da Kipling e modelo dele é o Cute. Espaçoso e dar para carregar todo o material que preciso para o dia o dia. Canetas, lapiseira, borracha, marca-texto e todo aquele montão de coisas que precisamos para planejar.

Carregadores / Fone de ouvido: 

Não tem nem o que dizer né? Levo o do celular e o do iPad, em uma especie de bolso secreto na parte traseira que fica nas costas e o fone vai junto.

Óculos de sol: 

Outro item importantíssimo para não ficar com a vista prejudicada ao ficar andando na rua pra lá e pra cá.

Livro:

É muito bom levar o livro que você está lendo no momento. Às vezes paramos em algum café e queremos nos distrair um pouco, porque não ler?

Alguma coisa para comer: 

Sempre tem algo comestível na minha mochila. Seja lá doce, salgado ou qualquer outra coisa. Na foto estou representando com uma caixinha de chocolate Miau da Cacau Show, que eu amo.

Celular: 

Outro item que não tem nem o que falar. Eu preciso dele para estar sempre atualizando minhas redes sociais e vendo o que está rolando por lá e atualizando os emails.

Agora me conta o que você leva na sua mochila do dia a dia!

Até mais pessoal!

Como é o Natal em Nova York?

Ah, o Natal… tem época mais mágica? As luzes, a atmosfera, os enfeites, as decorações. É tudo tão lindo que eu acho até engraçado pensar que eu não curtia esse clima anos atrás. Era uma fase revoltada da minha vida e eu achava bizarro as pessoas ficarem no trânsito só para ver decorações natalinas. Bom, mas isso é assunto para outro post.

O fato é que agora eu amo o Natal e tenho um sonho: passar a data em um lugar que faça frio. É que Natal combina com neve, chocolate quente, casacos, cachecóis. Não é mesmo?

Opções para realizar esse sonho não faltam, já que o hemisfério norte fica no inverno entre os meses de dezembro e março. Mas um dos lugares mais conhecidos do mundo para comemorar o Natal é Nova York. Lá é lindo em qualquer época do ano, mas fica ainda mais especial no Natal.

Já fui para lá no comecinho de dezembro e aproveitei toda a magia. Por isso, listei alguns motivos para vocês irem também:

Temperatura

Recomendo o inverno de Nova York para quem realmente gosta de inverno. Só para vocês terem ideia, a temperatura pode chegar a -6°C em dezembro, sendo que lá venta muito e a sensação pode ser de ainda mais frio. Mas esse clima tem seu charme: é a sua oportunidade de ver neve, montar bonecos de neve (alô, Olaf!) e visitar o Central Park – o parque mais famoso de Manhattan – todo branquinho. Vale a pena, viu?

Shows especiais

Quando eu falei que Nova York fica mais especial no Natal, não é brincadeira. A cidade realmente “se monta” nesta época do ano e tem programações e shows exclusivos. Quando estive lá, fui no Radio City Christmas Spetacular, show natalino que acontece desde 1923 no famoso Radio City Music Hall, e amei os números. Fora os outros musicais da Broadway que eu amo e são MARAVILHOSOS.

Patinação no gelo

Talvez você tenha lido isso e pensado: “nossa, não preciso ir até Nova York para patinar no gelo”. Não precisa, mas, se você assistiu a qualquer filme natalino que se passa em Manhattan, certamente viu os personagens patinando na pista do Rockfeller Center. É um clássico e só funciona no inverno, ou seja, se você for nos outros meses, não vai ter essa oportunidade. Sabe aquelas coisas para fazer pelo menos uma vez na vida? Então! Eu já fiz e amei cada segundo (passei o tempo todo perto da borda, claro, mas vale rs).

Compras

Vamos combinar uma coisa? Nova York não é Nova York se não tiver compras. Claro que dá para fazer ótimas compras lá em qualquer época, mas tem um gostinho especial em dezembro. Muitas lojas vendem itens natalinos exclusivos (a Macy’s, por exemplo, monta um andar inteiro só para coisas de Natal), fora os descontos, que realmente valem a pena. Todas as lojas entram no clima – e você também, viu?

Decoração

Como falei, os americanos entram super no clima do Natal, principalmente, quando o assunto é decoração. Lembro que a gente costumava ter mais decorações aqui no Brasil quando eu era pequena, vejo bem pelas casas, são pouquíssimas que colocam o pisca-pisca (gasta muita energia, eu sei). Mas em Nova York, as casas levam a sério e rola até competição de casa mais decorada em uma região do Brooklyn. Experimente também passear pela famosa Quinta Avenida – você vai se APAIXONAR pelas vitrines natalinas!

Clima natalino

Já fui para os Estados Unidos duas vezes em dezembro e posso dizer que o mais legal de tudo é que eles REALMENTE curtem o Natal. Não importa onde você vá, as músicas natalinas vão te acompanhar, a ponto de você decorar a letra (e até não aguentar mais). As pessoas ficam simpáticas e sorridentes, tem coisa de Natal por todos os lados. É mágico e acho que foi por causa disso que eu passei a amar esta época.

20 FATOS SOBRE MIM

Olá pessoal!!

É muito difícil falar da gente né? Mas eu me comprometi a escrever nesse post vinte FATOS, vinte coisas que eu amo e odeio. São vinte e alguma coisa que vivem comigo e eu me adaptei à elas. Não é algo complicado é algo divertido, afinal, eu estou muito feliz em estar compartilhando vinte coisas com vocês.

A verdadeira e tradicional TAG é conhecida como 50 Fatos sobre mim, só que eu dei uma adaptada para não encher o post com fotos e perguntas que não me agradaram e não fazem sentido em responder. Então, vou falar pra vocês vinte fatos em forma de lista. Nada convencional e cansativo. Vamos nessa?

20 F A C T S  A B O U T  M E

1. Sou libriano de carteirinha(nasci dia 17 de Outubro).

2.  Detesto comida japonesa, troco fácil por McDonald’s.

3. Sou apaixonado pela Disney desde que nasci. Meu sonho é conhecer o Walt Disney World. 

4. Meu estilo de música favorito é o pop. Meus amigos costumam me chamar de paga pau do gringos.

5. Eu adoro legume mas detesto beterraba.

6. Sou muito sedentário, mas comecei a andar de bicicleta toda tarde(vamos ver até quando dura).

7. Nasci, cresci e vivo até hoje no interior de São Paulo em Santa Rita do Passa Quatro.

8. Sou apaixonado por filmes e séries. Mesmo meu gênero de filmes favoritos ser terror/suspense, meu  filme favorito é O Diabo Veste Prada e a série de todos os tempos é Friends, óbvio.

9. Sou apaixonado por café, minha bebida favorita da vida É O CAFÉ. Eu até tomo chá, mas não venha me oferecer. E minha rede de cafeteria favorita é claro, o Starbucks.

10. Amo animais e tenho um pequeno zoológico aqui em casa. Tenho 7 cães, 2 gatos, 3 calopsitas, 4 gansos e 2 marrecos.

11. Meus crushs da vida são a Emma Roberts e o Gregg Sulkin.

12. Eu amo viajar, mesmo não saído do Brasil(ainda), eu adoraria morar em Salém-Massachusetts nos EUA. Afinal, eu amo as bruxas. Se pudesse me mudaria agora.

13. Eu penso em fazer Jornalismo ou Publicidade e Propaganda. Ainda não sei qual escolher.

14. Sempre que ouço uma música lacradora eu me imagino no clipe. Seja lá qual ela for, e ser for bad, me imagino também.

15. Criei o blog à 3 anos levando tudo na brincadeira e achando que não ia dar em nada. Pois é, estamos firmes e fortes aqui até hoje. Sem contar que ele já teve vários nomes até Como Cão e Gato. 

16. Eu amo acordar cedo em feriados e no fim de semana só para tomar sol e ficar vermelhinho. O sol me inspira sem contar as vitaminas D.

17. Meus amigos são meus companheiros. Eles são minhas caixinhas de segredos, e quando eu brigo com algum deles eu passo o dia todo(pode ser dias e semanas), mas eu fico remoendo e até que eu não faço as pazes eu não me sinto bem. Estar ao lado deles é ótimo e são os melhores do mundo.

18. Sou fútil e consumista. Se fosse para escolher 2 grifes para usar o resto da minha vida seria Chanel e Prada.

19. Eu odeio tudo que envolve contas, inclusive as piores matérias na escola e as que eu mais tenho dificuldade é Matemática e Física.

20. Eu sou apaixonado por itens de papelaria e se tem alguma loja na qual eu acabo com meu dinheiro, pode ter certeza que é de papelaria.

E aí, gostaram? Eu adorei compartilhar tudo isso com vocês!

Até o próximo post! 🙂

Disney de Orlando X Disney da Califórnia: qual a melhor?

Olá, pessoal! Sabem uma coisa que me deixa muito irritada? Quando eu digo que amo ir à Disney e alguém revira os olhos ou dá aquele suspiro desinteressado. Eu cresci vendo filmes da Disney (assisto até hoje, por sinal) e AMO parques temáticos. Vou confessar: tenho quase 30 anos, mas largaria qualquer coisa para viajar para lá agora mesmo (vocês também?).

Já fui para a Disney de Orlando cinco vezes. Na primeira, eu tinha 5 anos de idade e minha mãe diz que nunca vai esquecer dos meus olhinhos de criança brilhando quando eu vi o famoso Castelo da Cinderela pela primeira vez. É aquela coisa: a gente nunca cansa e fica viciada – eu já tenho pelo menos mais duas idas para Orlando planejadas para os próximos anos.

Sempre achei que nenhum outro lugar no mundo poderia ser tão incrível e tão divertido quanto os parques de Orlando. Mas aí, em 2015, fiz uma road trip pela Califórnia e, adivinhem só, incluí uma visitinha à Disney que fica lá. Sim, a Califórnia também tem uma Disney e eu amei. Fica então a dúvida: qual é a melhor?

Para responder, listei alguns tópicos. Vamos conhecer?

Tradição

Vocês sabiam que a Disneyland da Califórnia é a primeira Disney? Pois é, ela foi inaugurada em 1955 e contou com a participação ativa de Walt Disney em sua construção. É muito maravilhoso andar no parque e pensar: “O Walt Disney já pisou aqui”. Fora que é a Disney original, onde tudo começou, e muitos dos primeiros brinquedos estão lá até hoje. Em tempo: O parque Magic Kingdom, o mais famoso de Orlando, foi inaugurado em 1971, cinco anos depois da morte de Walt Disney.

Tradição

Tamanho

A Disney tem um verdadeiro complexo em Orlando: são quatro parques temáticos, dois parques aquáticos e um espaço enorme de compras e gastronomia chamado Disney Springs. Na Califórnia, são dois parques (Disneyland e California Adventure) que ficam um na frente do outro. No meio, temos um espaço de compras e gastronomia que é uma versão mini de Disney Springs, ainda chamada de Downtown Disney. Muita gente reclama da Disney da Califórnia, que realmente é BEM menor do que a de Orlando em termos de tamanho.

Brinquedos

Para mim, o quesito que talvez seja mais importante é a qualidade dos brinquedos dos parques. Como já fui muitas vezes para Orlando, meio que decorei como funcionam os brinquedos. Muitos também existem nos parques da Califórnia, mas foi uma surpresa descobrir que eles são melhores. Juro, eles duram mais, são mais bem acabados, o nível de adrenalina é maior. Fora que eu destaco pelo menos quatro que são maravilhosos e não têm em Orlando: o brinquedo sensacional do Indiana Jones, a roda gigante do mal do Mickey, a montanha-russa com looping e o brinquedo do filme Carros (uma versão mil vezes melhor do Test Track, que fica no Epcot).

Conforto

Quem já foi para a Disney ou entende bastante do assunto sabe que lá a gente anda MUITO. Como tudo em Orlando é gigantesco, você precisa andar do estacionamento à entrada do parque, nos próprios parques e por aí vai. Fora que os parques são longes uns dos outros e dos hotéis. Na Califórnia, é tudo pertinho. É como se os dois parques ocupassem um quarteirão, divididos pelo centrinho de compras. Os principais hotéis ficam bem na frente (meu quarto tinha vista para os brinquedos, era demais), então é só atravessar a rua e pronto, você chegou. Uma economia de transporte e de tempo. Ah, e mesmo que sejam menores, eu achei os dois parques da Califórnia bem completos.

Conforto

Infraestrutura

Orlando é a terra da magia e lá eles levam isso MUITO a sério. Existe todo um cuidado para fazer com que os visitantes se sintam transportados para um mundo paralelo da alegria e da diversão. Ou seja, você jamais vai ver um funcionário que interpreta um personagem da Disney sem a fantasia completa, não vai ver os bastidores (a menos que você pague um tour especial, que eu soube que também mostra tudo bem superficialmente). Na Califórnia, também existe esse cuidado, mas você encontra algumas “brechas”. Nós chegamos lá em um dia à tarde e só iríamos para os parques no dia seguinte, então eu quis dar uma volta em toda a parte externa do complexo. Vi uns portões com placas do tipo “proibida a entrada” e muitos funcionários entrando e saindo. Não estragou nem um pouco a magia, mas eu percebi a diferença.

Infraestrutura

Bom, levando em conta este post, a disputa está em 3×2 para a Disney da Califórnia. Eu realmente amei demais conhecer a Disneyland e quero voltar para lá. É uma Disney mais para adultos com brinquedos mais bem feitos e radicais. Do outro lado, a gente tem a Disney tradicional, com diversão de sobra para muitos e muitos dias de viagem.

Eu não consigo escolher um vencedor, então meu conselho é que você conheça as duas (e as demais né, já que a Disney também tem parques na Ásia e na Europa) e tire suas próprias conclusões. Para mim, é um empate muito gostoso!

Um beijo e até o próximo post!

 

Acesse também meu canal no YouTube clicando AQUI!

As 5 montanhas-russas mais radicais do mundo

Olá, pessoal! Quem olha para mim, nem imagina que eu sou uma das pessoas que mais ama montanha-russa no mundo. Juro! Às vezes, quando tenho tempo livre, fico fuçando no YouTube vídeos de montanhas-russas ao redor do mundo. Amo aquela sensação de frio na barriga ou os cabelos voando quando a gente vira de cabeça para baixo em um looping. Sou louca, né? Eu sei!

Como eu assisto a muitos vídeos de montanhas-russas, sei que existem as coisas mais doidas que vocês podem imaginar. Tem brinquedo com cinco parafusos na sequência, tem outros em que você vai em pé (fui em uma assim e a experiência não foi tão legal), tem mais uma leva em que o carrinho tem movimentos giratórios próprios ao longo do trajeto.

Enfim… dava para fazer uma lista enorme das atrações mais radicais do mundo, mas selecionei as que eu mais gostei de andar – e as que eu quero MUITO conhecer!

Kingda Ka

É simplesmente a montanha-russa mais alta do mundo, com 140 metros de altura (equivalente a um prédio com 56 andares). Além disso, é a segunda mais rápida do planeta e vai de 0 a 206 km/h em apenas alguns segundos. É tudo tão rápido que você corre, sobe, passa por um leve parafuso e pronto, acabou. A duração do trajeto é de 28 segundos, mas a sensação é maravilhosa. O mais legal de tudo? Fica no parque Six Flags Great Adventure, em New Jersey, e EU FUI! Era um dos meus sonhos e eu não me arrependo nem um pouco. Foi a montanha-russa mais incrível em que eu já andei!

Sheikra

Hoje em dia, é bem comum ver montanhas-russas com quedas com mais de 90 graus. Mas esta belezinha aqui, que fica no Busch Gardens, em Tampa (pertinho de Orlando), foi uma das pioneiras neste quesito e até hoje deixa todo mundo de queixo caído. Isso porque ela tem 61 metros de altura e duas quedas com 90 graus de inclinação, além de um looping vertical (que você quase nem sente) e uma parte em que passa por um corredor cheio de água. Minha dica: supere o medo inicial e vá porque ela não é tão assustadora assim. E pegue a fila maior para sentar na primeira fileira. Vale cada segundo!

Gravity Max

Imagine andar em uma montanha-russa e, de repente, não ter mais trilho? Isso é real e acontece com a Gravity Max, que fica em Taiwan. Você sobe normalmente até uma altura de 35 metros até que, sem mais nem menos, o trilho acaba. Se você já ficou animado só de ler isso, imagine que a emoção fica ainda melhor: um mecanismo é ativado e esta parte “solta” do trilho desce em 90 graus até se encaixar com o restante do trilho. Doido, né? E tem até um looping logo depois. Imagine só essa queda praticamente no ar? Sou doida para andar nela!

Gravity Max

Takabisha

Provavelmente, alguém já te marcou em um dos vários vídeos que mostram esta montanha-russa. Ela está com tudo mesmo e muito em parte da sua queda, que tem 121 graus de inclinação. Esse dado faz com que esta belezinha aqui, localizada no Japão, tenha o título de montanha-russa com a descida mais íngreme do mundo. Além disso, tem sete inversões ao longo do trajeto e velocidade de 100 km/h. Ir ao Japão sempre foi um sonho para mim e vocês já devem imaginar que este local será parada obrigatória do roteiro, né?

Formula Rossa

Você sabia que existe um parque temático da Ferrari? Fica em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e tem, entre as atrações principais, a montanha-russa Formula Rossa. Olhando as fotos, você pode até achar normal, mas o objetivo é simular um carro de fórmula 1, então, ela atinge nada mais nada menos que 240 km/h em menos de 5 segundos. É a mais rápida do mundo e é tão veloz que você precisa usar óculos de proteção. Abu Dhabi fica longe, mas vale programar uma visita, nem que seja só para gente sentir o vento na cara, né?

BÔNUS

Revenge of the Mummy x Expedition Everest

Temos a montanha-russa mais alta do mundo, a mais íngreme e a mais veloz. Falta a melhor montanha-russa temática. E aí eu fico em dúvida sobre duas que eu andei e que ficam em Orlando. A Revenge of the Mummy fica no Universal Studios e é toda inspirada no filme A Múmia, com direito a passagens secretas, escaravelhos e os personagens da história. Do outro lado da briga, está a Expedition Everest, localizada no parque Animal Kingdom, da Disney, com um trajeto que simula uma expedição ao Everest. Tem uma parte em que o carrinho anda de costas que é sensacional e dá de cara com Yeti, o Abominável Homem das Neves. E aí, qual delas você escolhe?

Gostaram da minha lista de montanhas-russas imperdíveis?

Um beijo e até o próximo post!

Camilla(widget)

Acesse meu canal no YouTube!