Top 5 – Séries de suspense/terror

Olá, pessoal! Vocês sabiam que eu tenho um gosto bem peculiar quando o assunto é séries, né? É que eu não vejo graça em séries de comédia. Soltam aquela risadinha no fundo e eu fico: “ahnnn, perdi a piada”. Também não gosto muito de séries fofinhas. Meu negócio mesmo é com séries do tipo “tiro, porrada e bomba”, com uma mistura de suspense, mistério e alguns sustos no meio do caminho rs…

Pensando nisso, preparei meu Top 5 de séries favoritas da vida para você assistir agora. Acredite em mim: você vai me agradecer (ou não, já que vai passar horas e horas na frente da TV ou do celular)!

Dexter

Minha favorita de todas! Dexter foi baseada em uma série de livros e fala sobre um serial killer. Até aí, nada demais né? Acontece que o Dexter leva uma vida dupla e tem um trabalho comum, como legista do departamento de polícia de Miami. Em cada temporada, existe um assassino à solta e ele corre atrás do cara enquanto a polícia também investiga e nem faz ideia de quem ele é na verdade. Então, a gente fica o tempo todo naquela tensão. Será que ele vai matar o cara? Será que ele vai ser pego pela polícia? E embora o último episódio tenha sido horrível, o restante da série é incrível. Vale muito!

Breaking Bad

Outra maravilhosa, que é considerada por muita gente como a melhor série de todos os tempos ou, pelo menos, desta década. Um dos fatores que contribuem para esse fato é que, ao longo da trama, nós acompanhamos uma das maiores transformações de personagens da história da televisão. Walter White começa como um professor de química diagnosticado com câncer terminal que decide se tornar fabricante. O mais louco de tudo é que a gente torce por ele, sabe? Então é mais uma vez aquele lance de vibrar por um anti-herói, algo que passou a ser bastante usado desde então. Fora que a série é bem completa, vocês vão amar!

Twin Peaks

 

 

 

 

 

 

 

A série é do início dos anos 90, mas só para vocês entenderem o meu amor por ela, já devo ter assistido do início ao fim umas três vezes. Juro! A trama toda gira em torno do misterioso assassinato de Laura Palmer, uma adolescente que parecia supercertinha. Um agente do FBI é chamado para investigar o crime, que movimentou a cidadezinha pacata de Twin Peaks, e, de repente, a gente percebe que tem muita loucura no meio. Algumas partes chegam até a dar medo, mas só queremos saber quem matou a Laura. Aliás, foi por causa dessa pergunta que a série revolucionou a TV – até então, não tinha existido uma série com esse quê de mistério. Ah, no ano passado eles levaram ao ar a terceira temporada, com os mesmos atores 25 anos depois.

Stranger Things

Essa aqui é nova e muita gente assistiu, mas é o tipo de série que eu amo. Para quem não sabe, tudo começa quando um garoto some também de forma misteriosa e coisas muito estranhas (daí o nome da série) começam a acontecer. Por que eu gosto? Bom, porque a história se passa nos anos 80, então tem um clima muito gostoso de nostalgia. E os protagonistas são crianças e adolescentes e eles ARRASAM! Fora que é tudo muito doido, mas a gente assiste mesmo assim e se apaixona. Amo a Eleven, por exemplo, mas meu favorito de longe é o Dustin. E vocês?

Prision Break

Essa série não tem nada de fofo, é ação pura do começo ao fim e fala sobre um homem que decide assaltar um banco para ser preso e ficar na mesma penitenciária que seu irmão, acusado injustamente. Só que ele tem um mapa tatuado no corpo que indica um plano para os dois fugirem juntos da cadeia. Também fica aquele clima de tensão: será que eles vão conseguir? E se eles forem pegos? Mas isso, minha gente, é só o começo. Nas outras temporadas, o corre-corre continua e a gente não faz ideia de como vai terminar. Mais uma daquelas que deixa a gente no vício.

E vocês, quais outras séries adoram assistir?

Um beijo e até o próximo post!

Visite meu canal no YouTube que é esse AQUI!

Anúncios

document your life: canadian leaves, coffee, book and stickers

Moro no interior de São Paulo e adoro passear por lugares novos nos quais nunca havia passado. Aqui na minha cidade mesmo. Fui de bicicleta(um novo hábito que faço no máximo 4 vezes por semana) e passei por um lago lindo que me lembrou alguns filmes americanos que já assisti(adoro essa sensação). Me deparei no chão com uma folha, estilo aquelas amareladas, presente no logo da bandeira do Canadá e no outono e inverno americano/canadense elas caem e voam por todo lado secas. Peguei ela e notei a semelhança com uma folha canadense mesmo, aquelas da árvore Maple mesmo. Guardei esta folha. Voltando para casa, encontrei uma árvore média cheia de folhas com o mesmo formato daquela que encontrei no caminho. Elas estavam todas verdes e infelizmente eu não fotografei. Fiquei encantado e comecei a tirar algumas e trouxe para.

Na minha mente brasileira, não imaginei que era possível encontrar árvores que vieram lá da América do Norte e Europa existiriam por aqui. Na América do Sul, em pleno interior de São Paulo. E na verdade elas são símbolos do Campo do Jordão, e especificamente não são as árvores Maple, que acabou virando símbolo da bandeira Canadense, moedas de lá e também é aproveitada em praticamente tudo. Nos supermercados ela está nos vinagres, geleias, xaropes, doces, adicionada aos chocolates, nas bolachas, refrigerantes, sucos e até vinho conseguiram fazer com ela. É impressionante como o símbolo de um país possa estar tão onipresente na vida de seu povo.

A que eu encontrei também veio de lá, mas é conhecida como Plátano. Na verdade são árvores de interesse ornamental. Possuem folhas lobadas, semelhantes as do bordo, que ficam avermelhadas no outono, antes de caírem no inverno.

Assim como eu, muitas pessoas acaba achando que o Plátano é a folha presente na bandeira do Canadá. Pois não, ela é bem parecida, mas a folha da Maple(a árvore que deu origem ao logo da bandeira), pertence a família do bordo(Acer) e o Plátano, cujo a árvore e as folhas que encontrei são da família Platanus.

Resolvi ir até a estrada, com meu copo reutilizável do Starbucks, para fazer algumas fotos para o documento de hoje. Eu sou apaixonado por café preto, vocês sabem e por fotografia. Resolvi fazer este post para contar algumas coisas e experiências, já que este quadro aqui no blog é tão especial e de alguma forma, com o meu toque eu quero inspirar vocês.

Ainda não tive o privilégio de conhecer os Estados Unidos, mas este sonho está prestes a se tornar realidade. Não adicionei este item no post de metas que fiz aqui pro blog, por não saber se realmente era algo que eu queria tocar para frente, digo, não ir ao Estados Unidos, mas sim fazer minha faculdade por lá. Vou começar este ano a juntar dinheiro, procurar universidades, lugares pra morar, visto e todas as outras coisas que eu preciso para morar lá. Tenho mais 2 anos(este e o próximo) para encerrar meu ensino médio e vou ficar mais um por aqui(2020) e em 2021 eu embarco definitivamente para o Estados Unidos. O lugar que tenho em mente é Athens, no estado de Geórgia. Um lugarzinho bem rústico e histórico.

Quem viu meu meu post de metas sabe que quero ler 1 livro por mês. Dependendo do tamanho é claro. E está funcionando perfeitamente. Estou adorando tirar um tempinho da minha vida para me dedicar mais a leitura, já que é algo que quero adaptar pelo resto da minha vida. Não vou falar sobre o livro por aqui, porque em breve terá resenha dele no finalzinho de Fevereiro(este mês ainda) e minha TBR anual para o ano de 2018 saí em Março quando a lista estiver pronta.

Mais uma coisinha que está fazendo parte da minha vida são adesivos. Sim, adesivos! Mas, como assim? Eu tenho montado praticamente meu Bullet Journal sozinho, somente olhando algumas inspirações para ter uma base. E eu tenho usado muitos adesivos. Alguns eu comprei na Spaces Between. Uma lojinha muito fofa no Etsy. Os outros foram totalmente gratuitos e feitos pelo Math, do blog do Math e outros do Vitor Martins. Que você encontra os dois freebies clicando AQUI.

Gostaram? Espero ter inspirado vocês de alguma forma e fiquem animados com os próximos posts que irão rolar por aqui!

Deixe seu e-mail ou siga o blog lá no widget da página principal para receber o conteúdo em primeira mão! Não se esqueça de me seguir no Instagram que é esse aqui AQUI

Como fazer títulos fáceis e bonitos | Planner e Bullet Journal

Quando eu decidi fazer o spread de fevereiro sozinho, sem inspiração alguma o mais difícil foi os títulos de cada página. Eu sempre achava um jeito de copiar qualquer lettering feito pelas gringas e dessa vez não. Foi daí que surgiu a brilhante ideia de compartilhar com vocês as dicas mais fáceis possíveis para fazer um título bonito no seu bujo ou no próprio planner.

O lettering que estou praticando em meu dia a dia, é minha letra mesmo de uma forma mais bonitinha. Procuro deixar ela mais deitada e fazer alguns detalhes mais fofos em algumas letras assim como o H, o M, N, E. Letras, que no próprio lettering requerem um pouco mais de ‘aperfeiçoamento’. Procuro escrever normalmente como se estivesse escrevendo com uma caneta normal, minha letra original e depois os detalhes.

Este tipo de letra não é bem original e nem criado por mim. Costumo ver muito ela no canal da Luana Carolina e ela sempre fala que é para dar um destaque. E realmente é mesmo. Uso ela para colocar títulos como nas página de habit tracker ou quando organizo minha semana no planner e quero destaque em algo importante.

O material que você precisa é muito simples, olha só:

  • Caneta pincel(utilizo da Tombow e Sakura) ou canetinhas com ponta chanfrada(uso da Staedtler ou marca-texto mesmo)
  • Caneta preta(gosto com as pontas 0.4. Uso a  Stabilo point 88 ou a Faber-castell fine pen)

Com a caneta pincel você vai escrever as palavras que quiser. Não escreva muito pequeno e nem muito grande. Precisa ser um tamanho bom! Com pouca força na mão e um pouco deitado escreva lembrando que algumas letras(pode ser a que você quiser) merecem mais destaques que as outras. Depois de ter escrito, venha com a caneta preta e contorne toda a palavra, lembrando dos detalhes por dentro de cada letra.

Voltando a falar sobre se inspirar nos lettering presentes no Pinterest, para falar que eu não usei nenhuma inspiração de lá. Usei 2. Uma para a capa e outra para o calendário mensal. É uma ótima substituição para quem não tem caneta pincel preta, assim como eu também não tenho. É só fazer o fake lettering, que vou explicar agora.

Para ter uma base para não errar direto, escreva a lápis depois de ter achado uma inspiração e desenhe. Logo depois passe à caneta preta por cima e toda letra que desce, faça uma sombra ao lado da letra e contorne. Muito simples! Eu adoro fazer este tipo de lettering também por ficar lindo.

Fique por dentro de tudo isso com mais frequência lá no meu Instagram que é esse AQUI!

 Gostaram? Me marquem lá no instagram se vocês gostaram das dicas e vou utilizar esses títulos que vou adorar ver! 

Até mais pessoal!

english breakfast tea | + TAG

Esses dias, estava passeando pelo Instagram e acabei me deparando com um xícara de chá e o sabor era english breakfast. Corri pesquisar para saber do que era e por que o nome tão fofo que me agradou logo de cara. Eu digo sempre por aqui e lá no meu outro cantinho da internet, meu instagram(que é esse aqui), que sou apaixonado pela cultura norte-americana, mas corre um pouco de sangue britânico em minhas veias. Depois de ler algumas coisinhas sobre o chá, corri para o mercado mais próximo e encontrei o da Lipton, que era o que eu havia visto no Instagram.

O English breakfast da Lipton é composto por notas malte que deixam nossos corações quentinhos e com aquela vontade de quero mais sabe? De uns tempos pra cá eu tenho tomado bem mais chá do que o normal. É algo que eu queria adaptar para minha vida há um bom tempo, já que são tão bons pra saúde e deliciosos acompanhantes para escrever um texto ou na hora de estudar. Me ajuda a ficar mais concentrado.

Não ligo do dia estar quente demais o chá renova minhas energias a qualquer hora do dia, e como estou lendo todo dia, meu horário favorito é a noite porque posso tomar meu chá quentinho na minha cama.

O chá do café da manhã inglês é um dos mais conhecidos da cultura britânica. Ele é um mistura tradicional de chás originários de Assam, Ceilão e Quênia. Ele é misturado e muito comum por lá. Geralmente descrita como encorpada, robusta, rica e misturada para ir bem com leite e açúcar , em um estilo tradicionalmente associado a um pequeno almoço inglês saudável. 

Aproveitando o embalo, vou aproveitar para responder uma TAG de chás aqui embaixo!

Essa TAG, eu vi em um vídeo bem antiguinho da Melina Souza lá no canal dela. Para quem quiser ver é só acessar este link! A tag se chama I Love Tea e tem 10 perguntinhas bem legais para responder e tenho certeza que vão amar também.

1 – qUAL O SEU CHÁ FAVORITO?

Na verdade eu tenho dois. O primeiro é o de Framboesa da Twinings e o segundo é o english breakfast da Lipton.

2 – Qual o pior chá que você já tomou?

Erva-cidreira.

3 – Qual a sua caneca favorita?

Minha caneca favorita é essa listrada presente nas fotos acima. Ela veio diretamente da Inglaterra.

4 – Você está bebendo algum chá agora? Se sim, qual?

Estou bebendo um de maça e canela maravilhoso.

5 – Qual a sua compra de chá mais recente?

English breakfast.

6 – Você prefere chá de saquinho ou granel?

Saquinho.

7. Você prefere cafeinado ou descafeinado?

Descafeinado.

8. Você normalmente adiciona algo no seu chá?

Apenas açúcar!

9. Qual o seu lugar favorito para comprar chá? o QUE VOCÊ PEDE?

Próximo de mim, não tem nenhum bacana. O mais próximo e fácil é o Starbucks. Peço sempre um Refreshers de limão.

10. indique três chás.

English breakfast da Lipton, maça e canela da Dr. Oetker e de framboesa da Twinings.

Gostaram? Me contem aqui nos comentários quais são seus chás favoritos!

Não se esqueçam de me seguir no Instagram(@quartoamericanoblog) e assinar o blog para receber o conteúdo em primeiro mão. É só colocar seu e-mail ou seguir!

Até mais pessoal!

my first class day

5:20 de uma segunda quase normal, meu despertador tocou. Minhas aulas voltaram e eu resolvi compartilhar alguns momentos e contar como foi meu primeiro dia de aula que aconteceu ontem(5 de fevereiro).

Odeio atrasos ou perder horários, por isso procuro sempre acordar logo depois do despertador ter tocado e já ir me arrumando. Levantei, fui ao banheiro, escovei meus dentes e tomei um banho, isso depois das 5:20 da manhã. Deixei meu uniforme pronto no dia anterior, então é só me vestir. Calcei meu tênis e fui tomar um leite pronto(aqueles ‘nescauzinho’ que amamos), para dar um substância e eu não ficar com fome na aula.

 Todos sabem que de manhã é um pouco frio. Vesti meu moletom quentinho e fui tomar meu café da manhã oficial. Aproveitei para olhar um pouco as redes sociais e adiantar algumas coisinhas aqui do blog hehe

Comi algumas torradas com queijo fresco de búfala e uma xícara de café preto apenas. Logo depois de ter terminado meu café, entrei no carro e fui para a escola. Nos primeiros dias, eu gosto de ir cedo para a escola. Sempre muda algo e eu gosto de pega um lugar bom na sala de aula e ver como anda tudinho.

Cheguei na escola e fui direto encontrar meus amigos. Foi normal e estava um dia agradável para estar na escola. Mudei de prédio, inicie meu segundo colegial e conheci o cronograma de alguns dos meus novos professoras. Falaram um pouco da matéria e tudo que iremos aprender neste ano letivo, como vai funcionar o primeiro semestre etc.

E como normal e de rotina, fizemos algumas atividades, estreie meu fichário, minhas canetas nova e já adiantando, eu amei fichário. Não quero largar por nada e já estou pesquisando pelo que eu quero no ano que vem hehe

E esse foi meu primeiro dia de aula, gostaram?

Me sigam lá no Instagram que é @quartoamericanoblog e se inscrevam no blog para receber todo esse conteúdo feito com muito amor em primeira mão! 

Até mais pessoal!

Metas (SONHOS) de 2018

Eu pensei muito antes de começar a escrever este post, mas resolvi escrever e compartilhar com vocês tudo que eu quero cumprir neste 2018. Como vocês viram eu compartilhei com vocês 4 conquistas que eu tive em 2017 que eram minhas metas. Eu tinha apenas 4, e este ano resolvi aumentar minha lista e adicionar mais 3.

Desde de quando me conheço por gente, aprendi que todas nossas conquistas e sonhos realizados é graças ao nosso esforço, e é verdade. Por isso, este ano resolvi me esforçar mais, fazer mais do que eu gosto e claro, praticar algumas coisas que serão ótimas para meu futuro e desempenho.

1. Estudar muito e só tirar notas boas na escola

Este ano eu inicio o segundo ano no ensino médio e passei raspando da recuperação ano passado. Vi que não era fácil e eu não me esforcei o suficiente. Fiquei com muito medo de reprovar de ano ou ficar de recuperação, graças aos professores queridos que eu ‘tive’ acabei passando de ano sem recuperação.

Este ano eu quero mudar isso e fazer do estudo um hábito gostoso e que me ajude. Já falei no post sobre um dia de produtividade que vou trazer um projeto aqui para o blog no qual eu compartilho meu dia de estudo a partir deste mês, então fiquem ligadinhos que vai ser bem legal.

2. Ler 1 livro por mês

Ler é um hábito que eu deixei para trás há muito tempo, infelizmente. Mas, resolvi voltar com tudo e para não forçar a barra ler apenas 1 livro por mês e do meu gosto. Já comprei 2 e-books e quando eu terminar eu venho contar para vocês o que eu achei do livro. Isto significa que teremos resenha aqui no blog, é isso mesmo produção? hehe

3. Ser mais saudável 

Quero adaptar pra minha vida caminhadas, pelo menos 4 vezes por semana, comer menos doce e mais frutas e saladas, comer melhor também e tomar mais água. Já deu pra entender que quero ser mais saudável né?

4. Fazer 2 cursos onlines 

Pode parecer que não, mas eu amo informática e tecnologia. Quero fazer um curso online sobre isso para melhorar minha experiencia com programas do Windows como Excel, PowerPoint, Word e também tem o Pages, Keynote e Numbers da plataforma MacOS. Pelo menos ter um pouco mais de conhecimento sobre isso, que é ótimo pra mim mesmo.

Outro curso que quero fazer é um de inglês. Principalmente pra mim que pretendo morar por lá e sou completamente apaixonado pelo país. É ótimo para o meu currículo e nunca é demais uma língua a mais.

5. Me dedicas mais ao blog e o Instagram

Eu simplesmente quero fazer com que o blog e o Instagram cresça ainda mais. Eu amo poder compartilhar minha vida por lá, minhas fotos e por aqui também. Escrever meus textos, trazer projetos novos e fazer com que cada vez mais ele conquiste seu público e seus leitores.

6. Chegar a 500 seguidores no blog e 2K no Instagram

Mais um meta relacionada ao blog e o Instagram. Essa é simples, chegar a 500 seguidores por aqui e 2K por lá!

7. Manter a organização no Bullet Journal o ano todo 

Eu finalmente encontrei algo que eu consigo me organizar e ao mesmo tempo relaxar com as canetas coloridas. Estou apaixonado pelo meu Bullet Journal deste ano porque eu finalmente estou mantendo e me organizando direitinho com ele. Quero manter isso até Dezembro e o resto da minha vida.

Já viram que tem muito conteúdo novo e bacana vindo por aí né? Não fique por fora disso! Tudo aqui é feito com muito amor e carinho.

Me siga lá no Instagram e assine o blog para receber tudo em primeira mão. Isso me ajuda muito! 

Até mais pessoal!

Como eu edito minhas fotos no estilo grunge + Apps

Já faz um tempinho que ando fazendo as próprias fotos dos posts aqui no blog. Assim como eu, as pessoas tem muita curiosidade em saber como tal pessoa edita suas fotos quando caprichamos um pouco no feed do Instagram e nas fotos postadas aqui no blog. Depois de muitos pedidos, finalmente venho mostrar como eu edito minhas fotos no estilo grunge hipsters do Tumblr. Deixa eu explicar melhor o que é isso. O Tumblr sempre foi um site/rede social no qual pessoas ao redor do mundo tinham seus blogs e postavam fotos um pouco diferentes, com tons fortes, puxadas pro negro, com uma pegada vintage, antiga.

Fazer fotos neste estilo, não precisa ser artista ou fotógrafo e não precisa ter uma câmera boa. Eu faço praticamente todas as minhas com o celular. Algumas vezes, quando necessário eu utilizo a câmera. 

Uma coisa na qual eu gosto muito é procurar por ‘receitas’ de edição lá no Pinterest. Eu tenho uma pasta na galeria do meu celular para me inspirar e ver qual receita combina mais com qual foto. Já falei mil vezes sobre isso e os modos de edição que uso para minhas fotos, acredite, não são meus. Eu pego todos no Pinterest.

Antes de começar as dicas e falar como eu edito minhas fotos, vou mostrar quais os aplicativos que eu utilizo para cada função.

  • VSCOcam – é meu favorito para filtros e todos eles eu tiro de lá.
  • Afterlight – é o app que eu uso para colocar ”vazamentos de luz” e ”pó”, e parecerem que as fotos saíram de uma câmera analógica.
  • Snapseed – uso ele para clarear a foto, deixar o fundo mais claro e quando precisar dar uma borrada. Tem ferramentas bem amigas que deixam a foto com uma pegada muito melhor.
  • Glitch! – uso ele para colocar efeitos bem diferentes em minha foto, como 3D, vhs etc.
  • Word Swag – sabe quando algum post aqui do blog tem uma foto de capa escrita o título? Faço as artes com este aplicativo. Ele é simplesmente sensacional para isso!

É basicamente esses aplicativos que eu uso para editar as fotos do meu Instagram e aqui do blog também.

A primeira coisa quando eu vou editar umas das minhas fotos é escolher a melhor e mandar para o Snapssed. Lá eu mexo na claridade da foto sem parecer muito artificial, realço alguns detalhes e clareio o fundo.

Depois jogo no VSCOcam, procuro uma receita de edição na minha galeria e vou vendo qual fica melhor. Para deixar minha foto mais apagada e com um cara de grunge, tiro a saturação(não tudo), aumento a exposição, tiro levemente o contraste e realço minha foto. Isso é crucial e fundamental para ter uma foto apagada e dígina de um hipster.

Acabou nosso trabalho no VSCO. Vamos par a Afterlight. Lá eu não faço nada além de adicionar aqueles ruídos que parecem um pozinho de foto velha, sabe? Se a foto combinar com uma saída de luz na borda, eu coloco, se não, apenas os ruídos. Uma coisa interessante deste aplicativo é podemos regular o nível de intensidade que queremos os efeitos.

Basicamente é essa minha edição de foto para o Instagram e o blog. Fácil e simples né? Mas não para por aí, quando eu quero fazer algo mais elaborado como as capas dos posts e alguns textos do blog que precisam de fotos com horários, frases ou um efeito mais bacana é aí que entra o Glitch! e o Word Swag.

O Word Swag é pago, infelizmente. Não é sempre que encontramos aplicativos bacana na Google Play para escrever em fotos com fontes e quotes para seu blog. Eu resolvi investir para poder trazer aqui no blog algo bonitinho que agrade meus leitores. Já o Glitch! é totalmente gratuito e tem alguns filtros que vou começar a utilizar em meus projetos do blog. Principalmente o efeito VHS, que marca horário, data e deixa muito lindo.

Gostaram de saber como eu edito minhas fotos e meus apps? Me marquem em suas fotos lá no Instagram caso você tenha editado com minhas dicas que eu vou adorar saber!

Até mais pessoal!